O CBD pode ser cozinhado?

 

Provavelmente já conhece o CBD pelos seus benefícios na pele: seja para a acne, eczema ou para acalmar dores musculares ... Mas isso não é tudo. Sabia que também pode ser utilizado na cozinha? De facto, pode ser utilizado na cozinha, bem como nas bebidas que consumimos. Para além dos seus benefícios para a pele, o CBD ainda oferece muitos benefícios por descobrir. 

 

O que é o CBD?

Para o relembrar, o canabidiol é um canabinóide encontrado nas flores da canábis. Para além do CBD, canabinóide que está mais presente nestas flores é o THC. O CDB vem do cânhamo e é encontrado em pequenas quantidades nesta planta. A particularidade do CBD, quando usado isoladamente, é que atua no sistema endocanabinoide sem qualquer efeito viciante ou psicoativo.

 

Porquê utilizá-lo na cozinha? 

 

O canabidiol (CBD) contém um grande número de nutrientes, por exemplo: proteínas, minerais, fibras dietéticas e ácidos gordos insaturados. Estes nutrientes tornam o CBD um componente fortificante no campo alimentar. De facto, o cânhamo - que pertence à grande família Cannabinaceae e à Cannabis é conhecido pelos seus benefícios nutricionais devido ao seu teor muito baixo de THC. Sabe-se que as sementes de cânhamo são ricas em proteínas (mais de 30%), uma alternativa à base de plantas que promete uma dieta saudável e equilibrada. O cânhamo é também rico em vitaminas e oligoelementos tais como zinco, cálcio, ferro e fósforo.

 

Esta é uma alternativa interessante, especialmente para veganos ou vegetarianos que precisam de consumir uma quantidade suficiente de proteína. O cânhamo é uma solução que combina estas muitas características, permanecendo de origem vegetal.

 

Além dos seus benefícios nutricionais, o CBD presente no cânhamo, está frequentemente associado a propriedades anti-sépticas, relaxantes e antioxidantes. O CBD atua sobre o sistema endocannabinoide. Este sistema desempenharia um papel determinante nas dores musculares ou nas dores gástricas que por vezes podem intervir após as refeições em particular.  Ajudaria também a reduzir a ansiedade e o stress ao interagir com os receptores de serotonina no cérebro. 

Como consumir?

O cânhamo pode ser consumido em diferentes formas: sementes, óleo ou farinha.

Um estudo sobre massas de sementes de cânhamo realizado pelo Departamento de Tecnologia Alimentar Vegetal e Gastronomia da Universidade de Ciências da Vida em Lublin mostra os seus benefícios na alimentação. O estudo concluiu que a adição de farinha de semente de cânhamo à massa de trigo duro resultou num aumento significativo do teor de proteínas e fibras. O valor nutricional é portanto muito mais rico e mais importante. 

 

O CBD existe hoje em dia sob muitas formas, tais como suplementos alimentares, doces, bolos, chás, gelados...

 

L’huile CBD SOWÉ

Sabia que o L’huile CBD Sowé também é comestível? 

De facto, pode utilizá-lo tanto externa como internamente. 

Lembramos que aconselhamos que aceda à calculadora CBD para saber o número de gotas a tomar de acordo com o efeito desejado. Consulte aqui.

 

E bebidas com CBD?

Sim, o canabidiol também é utilizado em bebidas. Porquê utilizá-lo em bebidas? Para lhe dar um "empurrão" antes de começar o dia, com um chá com um toque de leite, por exemplo.

Algumas pessoas utilizam-no mais à noite para relaxar e facilitar o seu sono noturno. Na maioria das vezes, as marcas de bebidas de CBD utilizam a nanotecnologia para integrar a CBD em bebidas, de modo a obter uma bebida sem resíduos. Os efeitos são então mais rápidos nas bebidas do que nos alimentos.

 

Nota: Se adicionar óleo de CBD, escolha uma bebida sem água, porque o óleo é lipossolúvel e não se mistura com água. Perderá então os benefícios da CDB.

Em vez disso, opte por uma substância gorda, como o leite, por exemplo, que permitirá uma mistura mais homogénea que pode ser absorvida mais facilmente pelo organismo. Também se pode beber em infusão para facilitar a digestão. Os efeitos são sentidos cerca de 30 a 60 minutos após a degustação.

 

Dica: Também pode colocar algumas gotas de óleo de CDB debaixo da língua antes de comer, os resultados serão os mesmos que na sua bebida.

A via sublingual, ao contrário da via oral, evita a degradação da molécula activa criada pelos sucos gástricos, bem como das enzimas intestinais. Estes sucos e enzimas permitem a digestão de substâncias estranhas que chegam ao tracto digestivo. 


 

O shot anti-inflamatório da Sofia Magalhães

 

Para finalizar partilhamos consigo a receita de "shot anti-inflamatórios com CDB" da Sofia Magalhãoes do “Blog da Spice”, para combater a mudança de estação, que pode trazer algumas debilidades ao nosso corpo face à alteração de temperaturas. Veja a sua receita completa aqui.

 

A sua receita contém diferentes ingredientes para estimular o sistema imunitário durante esta época do ano: gengibre, curcuma, citrinos, pólen, etc...mas principalmente o óleo de CDB devido aos seus efeitos benéficos para o organismo. Sofia utiliza L'huile CBD Sowé que é orgânico, vegan e prensado a frio!

 

A receita “Blog da spice”

 


Ingredientes: 

  • 1 c. chá gengibre fresco
  • 1 c. chá de curcuma fresca
  • 1 cup (250 ml) sumo de laranja
  • 1/4 cup sumo de limão
  • 1/2 cup de chá de equinácia ou água (à temperatura ambiente)
  • 1/2 c. café de óleo de coco (derretido)
  • 1 pitada de pimenta preta
  • 1 c. chá de mel (ou outro adoçante que prefira) – opcional
  • Opcional: 5 gotas de óleo CBD 15%  da Sowé

 

Preparação

1. Descasque a curcuma e o gengibre com a ajuda de uma colher (basta raspar que a casca sai) e transfira para o liquificador. De seguida misture o óleo CBD com o óleo de coco derretido e reserve

2. Adicione os restantes ingredientes ao liquificador e por último a mistura dos óleos. Triture tudo alguns segundos em velocidade máxima até ter um sumo uniforme.

3. Coe, sirva em copos de shot e consuma idealmente na hora. Em alternativa guarde num recepiente hermético no figorífico até 3 dias ou congele em porções pequenas por vários meses. Pode utilizar a polpa num caril, batido ou papas.

 

Do que está à espera? Adquira já o seu L'huile CBD e introduza-o na sua rotina e na sua cozinha! 

 

 

 

 

 

Fontes: 

 

  • The Ultimate Guide to CBD. (2013). Google Books. https://books.google.pt/books?hl=en&lr=&id=V-_RDwAAQBAJ&oi=fnd&pg=PA1&dq=CBD+cooking&ots=aJCg7JLBp2&sig=SkCpe00cT2DGvfARyQHptsTcr9c&redir_esc=y#v=onepage&q=CBD%20cooking&f=false